English Español
Dados referentes à Rota

Rota:
Designação:
Tipo:
Coordenadas início:

Altitude início:
Altitude mínima:
Altitude máxima:
Sentido aconselhado:

Dificuldade:
Extensão:

Duração aproximada:
BTT:
PR11MTG
Rota do Sol
Circular
7º32'12.43"W
40º24'10.37"N
756m
684m
779m
Ponteiros do relógio
Fácil
4km | 8,5km (com derivações)
2,5h
Sim



Download Trilho




Folheto e Mapa


Fichas Ecológicas



  • Sol

    imagem: sol_perfil_pt.jpg


    imagem: sol1.png
    Início do percurso: junto ao Posto de Turismo de Manteigas.

    A Rota do Sol deve a sua designação à exposição solar a que está sujeita. É um percurso com cenários distintos e emblemáticos.

    O caminheiro pode contemplar uma paisagem marcada pela influência de uma agricultura tradicional, com vinhas, socalcos, hortas, lameiros e levadas, deslumbrar-se com as casas típicas da serra (em xisto ou em granito), caminhos e muros ornamentados e aromatizados pelo rosmaninho que embelezam e particularizam a paisagem.

    A maior altitude, a abrangência visual evidencia belíssimas panorâmicas sobre o Vale Glaciar do Zêzere e sobre galerias imagem: sol2.png ripícolas compostas, que reflectem o verde intenso das montanhas que as rodeiam, sem esquecer a curiosa marca que as cascalheiras imprimem no cenário.

    A paisagem natural é marcada pela floresta mista, de folhosas e resinosas, que pode ser observada ao longo de grande parte da rota. Na derivação que liga Sameiro a Manteigas, destaca-se o Cabeço de Satanás de onde é possível desfrutar de uma paisagem abrangente e fascinante sobre os bosques que envolvem o vale do Zêzere.

    Percorrer a Rota do Sol é ainda uma oportunidade de observar as variadas matizes que se vão sucedendo ao longo das estações do ano.

    imagem: sol3.png No que se refere à flora, é de salientar a azinheira, o trovisco, o tomilho, entre outras. É também possível visualizar exemplares de freixo, carvalho-robre, amieiro, choupo, tramazeira, esteva, rosmaninho etc.

    Da diversidade faunística existente destacam-se o morcego-de-ferradura-pequeno e a víbora-cornuda com estatuto de conservação vulnerável. Estão também presentes a coruja-do-mato, o gaio, o coelho bravo, a raposa, o licranço, o ouriço-cacheiro, etc.

    O trilho permite aos amantes da natureza e da caminhada desfrutar do silêncio, da tranquilidade, do ar puro e conhecer melhor a cultura e a tradição da população Manteiguense.

    imagem: sol5.png imagem: sol6.png imagem: sol4.png
 

Promotor

Co-financiamento

    • imagem: inature.jpg
    • imagem: provere.jpg
    • imagem: logos.png