English Español
Dados referentes à Rota

Rota:
Designação:

Tipo:
Coordenadas início:

Altitude início:
Altitude mínima:
Altitude máxima:
Sentido aconselhado:

Dificuldade:
Extensão:

Duração aproximada:
BTT:
PR9MTG
Rota de Vale de Amoreira
Circular
7º26'33.36"W
40º24'56.78"N
575m
550m
726m
Ponteiros do relógio
Média
5km | 6,4km (com derivações)
4h
Sim



Download Trilho




Folheto e Mapa


Fichas Ecológicas

  • Vale de Amoreira

    imagem: perfil_amoreira_pt.jpg

    imagem: fotos_vale_amoreira6.png
    Início do percurso: junto à capela de Nossa Senhora da Anunciação, em Vale de Amoreira.

    A Rota de Vale de Amoreira é fortemente marcada pela influência humana, permitindo aos caminheiros explorar o património natural, cultural e paisagístico da freguesia.

    A sua paisagem caracteriza-se por uma grande variedade de mosaicos entrecortados por bosquetes, lameiros, manchas de vegetação arbustiva, caminhos, muros, construções em xisto, pequenos ribeiros, socalcos e florestas de resinosas.

    No património humanizado é possível observar ruas estreitas, ladeadas por casas típicas, e estabelecer contacto com a cultura histórico-religiosa da população local, designadamente com a visita à Capela de Nossa Senhora da Anunciação, padroeira da freguesia, do início do séc. XIV.

    A maior altitude, a Rota de Vale de Amoreira revela belíssimas panorâmicas sobre a paisagem humanizada rural, com uma vista sobre densas florestas e terrenos de produção agrícola localizados no flanco da encosta – Quintas do Vale.

    A extraordinária diversidade cromática e morfológica do percurso é conferida, entre outros factores, pela variedade da vegetação. Merece especial destaque o povoamento de pinheiro bravo que surge, na região, como a exploração silvícola por excelência, suportando as mais imagem: fotos_vale_amoreira1.png diversas condições climáticas e pedológicas.

    Consequência da influência humana presente ao longo do trilho, surgem olivais, vinhedos, milheirais e os prados de azevém, com eles alternantes.

    Estas áreas florestais, juntamente com matos e linhas de água, proporcionam diversidade florísrica e faunística, podendo-se observar espécies como morcego-de-ferradura-pequeno e o morcego-de-ferradura-grande que enfrentam risco de extinção elevado. Neste percurso estão ainda presentes o tartaranhão-caçador, o coelho bravo, o corvo, o mocho-de-orelhas e o toirão, entre outros.

    imagem: fotos_vale_amoreira2.png imagem: fotos_vale_amoreira3.png imagem: fotos_vale_amoreira4.png imagem: fotos_vale_amoreira5.png
 

Promotor

Co-financiamento

    • imagem: inature.jpg
    • imagem: provere.jpg
    • imagem: logos.png